8.5.17

Pause. Play.


Sim, foram longos meses de ausência. Mas não de abandono. Outros focos, outras prioridades foram fazendo com que este blog tivesse entrado num hiato, numa hibernação da qual eu queria sair mas que fui adiando. Expectativas demasiado elevadas impostas por mim próprio acabaram por me levar a não o sustentar e alimentar da forma que tinha imaginado e idealizado. Por isso parei. E por isso agora retomo, num formato que prevejo diferente: micro-histórias, textos curtos, com a periodicidade que a inspiração e a vontade me trouxerem, sem sentimentos de culpa, por vezes apenas sobre uma única imagem, uma personagem singular com que me cruze, mais focadas nas pessoas com que tenho o privilégio de conviver, ainda que algumas vezes apenas por escassos minutos, instantes vivenciados nas viagens que preenchem os meus dias, sejam elas viagens mais distantes ou menos distantes, mais exóticas ou mais mundanas... 

Quiçá esta também seja uma evolução da minha fotografia. Menos urgente no dia a dia, mais pausada, mais humilde... mas não menos presente. Os processos criativos nunca são lineares. São mais uma longa escadaria. Ou talvez melhor diga uma tortuosa montanha russa em que os altos e os baixos se sucedem e por vezes nos colocam os (poucos) cabelos em pé, estarrecidos tanto pela adrenalina como pela inércia...

É um gosto estar de volta.



Sem comentários:

Publicar um comentário