9.7.13

Uma década com a National Geographic - 2



A instalação fotográfica António Luís Campos | Uma década com a National Geographic zarpou dos Açores para atracar em Aveiro. E abrirá ao público esta 3ª feira, dia 9 de Julho, com uma sessão de apresentação pelas 17h00, onde naturalmente estarei presente. E foi com esta imagem que tudo começou:

Há precisamente 10 anos atrás, na primavera de 2003, uma pequena e rara borboleta castanha, a Aphantopus hyperantus, era descoberta na Serra da Nogueira, em Trás-os-Montes, por um grupo de investigadores, meus amigos dos tempos da Quercus. E foi esta a fotografia que se tornou a porta de entrada para as "terras da moldura amarela", no primeiro de dezenas de artigos que assinei para a National Geographic Magazine | Portugal.

Olhar muitas destas fotos é uma viagem no tempo - para os momentos em que as realizei, para as pessoas com que me cruzei, para os locais que visitei, para as experiência que vivenciei... É, também, um sinal de que o tempo corre ligeiro. A quase totalidade da minha vida profissional enquanto fotógrafo passa por estes paineis. 10 anos é pouco em absoluto, mas é muito para uma vida, para uma família, para um círculo social. Ainda assim, é reconfortante saber que não paramos por aqui. Tenho de momento dois novos artigos em mãos, que sairão muito em breve nas páginas na National Geographic Portugal. Diferentes locais, outras temáticas, abordagens diversas.


A montagem de uma exposição é sempre diferente, em função dos espaços, com pontos em comum: a distribuição coerente e fluída das imagens na sala, o arranjo dos paineis, a preparação da fixação das fotos, colocação das legendas, iluminação, preparação dos meios multimédia e, claro, limpeza. Sempre dias bem passados!

Em Aveiro a sala tem uma particularidade: está sobre água, num dos canais principais da "Paris Portuguesa", no edifício da Assembleia Municipal, a antiga Capitania do Porto. É um edíficio histórico, belo, bem no centro da cidade, que estará aberto de 2ª a 6ª feira, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00. E, claro está, os visitantes estarão rodeados de pastelarias cheinhas de ovos moles, a perdição de qualquer alma que se preze!!! Sejam bem-vindos!



Sem comentários:

Publicar um comentário